08 de dezembro de 2017 às 02:00

Cirurgia de catarata diminui mortalidade em idosos

Se a visão estiver ficando opaca, como se um pedaço de vidro estivesse no caminho, talvez seja melhor procurar rápido um médico. Não apenas para enxergar melhor mas também para viver mais.

Se a visão estiver ficando opaca, como se um pedaço de vidro estivesse no caminho, talvez seja melhor procurar rápido um médico. Não apenas para enxergar melhor mas também para viver mais.

A cirurgia de catarata pode aumentar a longevidade das pessoas, segundo um estudo publicado recentemente na revista científica "Jama Ophthalmology".

A pesquisa é baseada no acompanhamento de 74.044 mulheres com catarata por mais de 20 anos.

Em estudos anteriores, cientistas já haviam verificado que pessoas que fazem a cirurgia acabam vivendo mais. Contudo, o novo estudo se debruçou sobre problemas de saúde mais específicos.

Os pacientes que passaram pela cirurgia apresentaram menor mortalidade ligada a doenças vasculares, neurológicas, pulmonares, infecciosas, câncer e também a relacionada a acidentes.

Para realizar uma análise honesta (e não atribuir erroneamente à cirurgia de catarata benefícios que ela não traz), os pesquisadores "descontaram" aspectos demográficos, comorbidades oculares, atividade física, IMC, fumo e consumo de álcool.

O estudo, entretanto, não bateu o martelo sobre quais seriam as causas da redução de mortalidade. Mesmo assim, os autores levantam algumas hipóteses.

Uma melhoria nas condições socioeconômicas –que potencialmente beneficiam os cuidados gerais com a saúde– e a adoção de uma dieta mais saudável estão entre as possíveis de explicações.

"Falamos sobre isso há muito tempo", afirma Renato Ambrósio Jr., membro da Sociedade Brasileira de Oftalmologia (SBO).

"A cirurgia de catarata melhora a qualidade de vida, com isso a pessoa vai ter uma vida mais saudável."

Outro fator importante é que, enxergando melhor, os idosos caem menos –e quedas são um grande problema de saúde nessa fase da vida.

Segundo Ambrósio Jr., a resposta imunológica dos pacientes se torna melhor e outros aspectos clínicos também melhoram.

A indicação da cirurgia de catarata, alerta ele, deve ser feita por um especialista e levar em conta as queixas dos pacientes quanto ao impacto do problema no dia a dia. "Para algumas pessoas ainda em fase inicial já é preciso operar", diz o médico.

"Não existe uma só causa para explicar o motivo das pessoas viverem mais. Mas, em geral, está na conta da esperada melhoria na qualidade de vida", completa.

Fonte: FOLHA

comentários

Estúdio Ao Vivo